Como deseja realizar seu cadastro?
As respostas das consultas durante o período de testes serão fictícias, com o propósito único de demonstrar o funcionamento geral da ferramenta.

Afrouxar O Crédito Será Bom Para O Natal

28/11/2017

Afrouxar o Crédito Será Bom para o Natal, na opinião de dois economistas: Marcel Solimeo, economista da ACSP e Fábio Silveira, economista da GO. Para o primeiro, a situação só melhora se aumentar a concessão de crédito e para Fábio a melhora só acontecerá se aumentar o emprego e a renda. Para isso, o governo possui para restringir ou estimular a concessão de crédito no mercado é a reserva compulsória que os bancos são compelidos a manter no Banco Central (BC). Quando o governo quer: restringir o crédito, o Banco Central aperta a exigência, solicitando uma parcela maior de reserva; quando quer estimular o financiamento, afrouxa a regra. É a situação atual, segundo o economista: a economia está em ritmo tão lento que, neste momento, o governo acena com medidas para facilitar o crédito, uma tentativa para estimular o consumo no final do ano.

Leia mais...

Porque O Governo Quer A CPMF De Volta

27/08/2015

Porque o governo quer a CPMF de volta; essa indagação parece óbvia, pois é público e notório o momento dificílimo porque passa o governo, fruto de muitos desmandos e práticas de benesses sem medidas, que acabaram provocando gastos acima do possível e com desonerações provocaram perdas de receitas. É por falta de dinheiro mesmo.

Leia mais...

Moody’s Rebaixa Nota De Crédito Do Brasil

11/08/2015

Moody’s rebaixa nota de crédito do Brasil, sendo a segunda de três agências que possuem essa atribuição, e tem reconhecimento internacional. Elas medem o grau de risco a papéis do País, das empresas e do próprio País em relação a capacidade de pagamento de suas dívidas.

Leia mais...

Levy Nega Decisão De Reduzir Meta Fiscal

23/06/2015

Levy nega decisão de reduzir meta fiscal tendo em vista as dificuldades por que o País passa, e diz ser cedo para propor uma redução na meta de superávit primário por ter algumas fontes de recursos com a venda parcial do IRB e reestruturação no CARF; também falou em redução de algumas tensões como sobre a dívida da Petrobrás, e diminuição das pressões a respeito da falta de energia.

Leia mais...

INVESTIMENTOS: BRASIL SE MOSTRA MAIS VOLÁTIL PARA INVESTIDORES EXTERNOS

20/10/2014

O Brasil, para retomar a confiança dos agentes na economia brasileira, o próximo presidente terá que resgatar os fundamentos internos; … Continua

Leia mais...