Como deseja realizar seu cadastro?
As respostas das consultas durante o período de testes serão fictícias, com o propósito único de demonstrar o funcionamento geral da ferramenta.

Como Planejar A Empresa Para Expandir Para Outra Cidade

26 de junho de 2018

Como Planejar a Empresa Para Expandir Para Outra Cidade e  Estados – Especialistas montam um passo a passo para quem quer expandir a empresa sem correr risco de afundá-la.

Sem planejamento, a tentativa de expandir uma empresa pode afundá-la. É fundamental conhecer os pontos fortes e fracos do negócio e identificar ameaças e oportunidades, orienta Almir Ferreira de Sousa, que coordena um programa de capacitação de empresas no FIA. Esse plano deve contemplar:

  • uma avaliação honesta da situação da empresa;
  • para corrigir problemas antes da expansão;
  • calcular os custos disso;
  • e determinar como esses valores serão obtidos.

É preciso ouvir advogados para saber as exigências legais da expansão e, também, pensar em uma saída para o caso de tudo dar errado.

“O plano precisa dar uma ideia dos riscos e mostrar se haverá ou não fôlego para a expansão”, diz Maurício Morgado, coordenador do FGVcev (Centro de Excelência em Varejo da Fundação Getulio Vargas).

  1. O primeiro passo é achar oportunidades;
  2. ouvindo clientes;
  3. ou caçando novas tendências;
  4. com o projeto em andamento;
  5. o empreendedor deve acompanhar tudo de perto para corrigir a rota rapidamente, se necessário.

Felipe Senise, professor e sócio da escola de negócios Sandbox, conta que a empresa identificou uma demanda de cursos em outras praças mas, após começar a expansão, percebeu não haver espaço para ela longe de São Paulo e que era caro levar professores para fora.

“Agora, desenvolvemos cursos de educação a distância, com investimento inicial maior, mas que permite crescer mais rápido”, explica.

Quer aumentar a produção, diversificar produtos ou serviços ou se estabelecer em outras cidades e estados? Confira a orientação de especialistas:

Fase 1: Cuidados antes de tomar uma decisão

• Comece com mapeamento;

• Ponha no papel os pontos fortes e fracos da empresa, ameaças do mercado e oportunidades. É nesse momento que surgem as falhas gerenciais e o excesso de burocracia, afirma Almir Ferreira de Sousa;

• A contabilidade precisa estar em dia;

• Verifique se há dívidas e compromissos financeiros pendentes antes de dar o próximo passo;

• Torne-se gestor de verdade;

• Quando a empresa se expande, o dono vai ter que se relacionar com mais colaboradores. Faça cursos e leia livros sobre gestão para aprender a lidar não só com números, mas com gente.

Fase 2: Como identificar oportunidades

• Conheça seu público;

• Os próprios clientes podem opinar sobre novos produtos e serviços e apontar como crescer em outras regiões, diz Maurício Morgado, coordenador do FGVcev. Converse com consumidores, faça enquetes, use ferramentas de pesquisa online;

• Busque referências;

• Observe novas tendências. O empreendedor deve viajar e participar de associações de classe para ver o que acontece fora dos limites do seu negócio;

• Procure setores complementares;

• Encontrar nichos próximos da atividade principal ajuda a aproveitar recursos, além de reduzir os riscos e a necessidade de novos investimentos. Uma forma de expandir é incorporar atividades até então feitas por um fornecedor, diz David Kallás, coordenador do Centro de Estudos em Negócios do Insper;

• Faça uma aposta por vez;

Para Felipe Senise, sócio da Sandbox, não adianta apostar em várias frentes de expansão. Escolha onde empregar recursos e entenda de que forma isso trará alto retorno;

Fase 3: Como planejar a expansão

• Saiba quanto a ideia vai custar;

• Todos os recursos necessários para a expansão devem ser colocados no papel:

I – custos com novos funcionários;

II – fornecedores;

III – equipamentos;

IV – matéria-prima;

V – e espaço.

Calcule o que será preciso vender para cobrir os gastos adicionais e em quanto tempo você terá o investimento de volta. Trabalhe com pelo menos três cenários diferentes, do mais pessimista ao mais otimista.

• Descubra onde está o dinheiro

• Caso não tenha o capital para fazer a expansão planejada, identifique como levantar esses recursos no mercado, seja por meio de financiamento ou investidores, e quais são as contrapartidas. A taxa de juros e a possibilidade de ter que ceder parte do comando da empresa para um fundo de investimentos são questões que precisam ser consideradas;

• Lembre-se do marketing;

• Você vai precisar de recursos para divulgar seu novo produto ou serviço: verifique custos de marketing digital, anúncios ou outros meios;

• Corrija seus erros;

Felipe Senise, professor e sócio da escola de negócios Sandbox, usa o conceito americano de “fail fast” (erre rápido):

a) ao perceber que o projeto não está caminhando conforme esperado;

b) o empresário precisa parar de insistir e ajustar o rumo.

Também é importante ter uma estratégia de saída: se as projeções não se concretizarem, é preciso saber como se desfazer do negócio.

Fonte: FolhaPress