4005-5555 - Capitais e regiões metropolitanas | 0800-041-5555 - Demais localidades (apenas telefone fixo)

Governo deve diminuir impostos das P.J.

Governo deve diminuir impostos das Pessoas Jurídicas

Desde o anúncio do nome de Paulo Guedes para o Ministério da Economia, o então candidato e agora Presidente Jair Bolsonaro já tinha como plano de governo, alterar o formato de tributação das empresas e reversão de renúncias fiscais, concedidas em governos anteriores, e que geravam  sérias perdas de arrecadações. 

As consequências são prejudiciais ao Governo e, consequentemente aos cidadãos, pois ao abrir mão de arrecadar penaliza toda a população pela falta de recursos para aplicar em assistência social, saúde, educação e infraestrutura.

Agora as propostas vão tomando forma e, aos poucos, vão sendo apresentadas à nação; uma delas acarretará em aprovação unânime da população, economistas e empresários: a redução da carga tributária sobre a produção, hoje em torno de 34%, que passaria para entre 15 a 20% .

Porém, isso significaria abrir mão da arrecadação e o que o governo precisa é o inverso: arrecadar mais! Por essa razão, paralelamente, seria instituída a taxação sobre os ganhos das pessoas físicas (proprietários ou acionistas) das empresas e também os juros sobre capital próprio, que são os juros que as empresas pagam nos empréstimos que tomam de seus sócios. 

É desonerar a produção e taxar o lucro. Isso nem é novidade, pois já havia sido aventada esse possibilidade no governo Temer, mas que acabou não acontecendo: a taxação seria na alíquota de 15% sobre os lucros distribuídos, e geraria uma arrecadação próxima de 20 bilhões de reais. Esse modelo de arrecadação é aplicado na maioria das grandes economias desenvolvidas.

Outra medida prevista é a redução dos incentivos fiscais, numa faixa de 10 a 20%: se essa ação for concretizada, deverá gerar um acréscimo na receita da União de aproximadamente R$30 a R$ 60 bilhões POR ANO!

Por essas iniciativas, que serão complementadas com muitas outras, dá para se prever uma melhora significativa no resultado fiscal do Brasil: para isso é muito importante que todos cidadãos acompanhem seus candidatos eleitos a fim de evitar desvios de conduta por questões pessoais ou partidárias, pois os grandes beneficiários dessas mudanças serão os brasileiros.

Luiz Antonio Halmenschlager – luager2@hotmail.com 

Notícias
Relacionadas

30/04/2019

A PROCOB é chancelada com o Selo de Excelência em Franchising 2019

Na noite da última sexta feira (26), a Associação Brasileira de Franchising premiou a PROCOB DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LTDA, como uma das [...]
Leia mais...

18/04/2019

Conheça melhor o seu cliente através do KYC

Embora a frase "conheça o seu cliente" possa parecer insignificante para a maioria das pessoas, tem um significado muito importante no mundo dos [...]
Leia mais...

02/04/2019

Procob Serviços Cartoriais

A Procob inova mais UMA VEZ e consegue realizar um Fato RELEVANTE: uma NOVA TABELA PARA SERVIÇOS CARTORIAIS!! O atendimento que já é conhecido e [...]
Leia mais...