A Copa das Fraudes: saiba como proteger seu negócio

A expectativa para a Copa do Mundo não está só para o hexa, mas também para a movimentação no mercado, e com isso, a segurança de dados e prevenção à fraude é essencial para seu negócio

A Copa do Mundo é um acontecimento ímpar no mundo todo, é um momento de confraternização, alegria, união, de torcer junto com a família e amigos, e um período positivo para o varejo. Depois de alguns meses em queda constante devido à alta da inflação e dos juros, o mercado já pode voltar a ter esperança para uma alavancada nas vendas.

A estimativa é de que o avanço no faturamento seja de 7,9% em relação a última edição do evento, que aconteceu em 2018, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Outro fator que vem de encontro com esse crescimento está o pagamento do 13º salário, que deve acontecer até o dia 30 de novembro, movimentando ainda mais o mercado.

Em uma sondagem feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), projeta-se que aproximadamente 60 milhões de pessoas consumirão algo durante a Copa do Mundo e podem injetar R$20 bilhões na economia somente com gastos relacionados ao evento esportivo.

Copa do Mundo x Black Friday

A Copa do Mundo sempre é realizada em meados de junho e julho, porém, em 2022 precisou ser alterada por conta do clima do país que sediará os jogos, já que nesses meses o calor é intenso no Catar. Porém, a data vem de encontro com o maior evento do mercado varejista, a Black Friday. Dois acontecimentos que mexem com o comércio. Essa coincidência pode ser positiva ou negativa para o varejo?

Positiva! Juntas a Copa do Mundo e a Black Friday irão movimentar o mercado varejista, já que o impulso para compras cresceu 3 pontos percentuais em comparação com 2021. Para o maior evento do calendário do varejo a expectativa é que o desempenho seja maior do que 2021 onde as vendas foram baixas. Em pesquisa realizada pela consultoria GFK, 90% dos entrevistados declararam que irão comprar na edição de 2022. E a Copa do Mundo tem potencial para aquecer as vendas no antes, durante e depois da Black Friday.

Mas, no meio de tanta euforia, estar atento aos perigos escondidos na internet, são essenciais para a segurança do seu e-commerce contra fraudes e golpes. Principalmente em momentos de grande movimentação.

Como evitar fraudes/golpes?

A movimentação causada pela Copa do Mundo e a Black Friday também traz um efeito contrário ao pretendido. As fraudes e golpes são encontrados com frequência, principalmente em momentos como esses, e é preciso estar atento para evitar prejuízos.

Um dado divulgado pela Serasa Experian, mostrou que em março de 2022 foram registradas 389.788 tentativas de golpes financeiros. E o segmento do varejo foi o mais afetado, com 74,1% das ocorrências.

Neste post, indicamos detalhes importantes para estar atento e não cair em golpes cibernéticos.

Segurança do site

A taxa de conversão de um site seguro é muito maior, por isso invista em plataformas e programas de confiança. Sites criptografados (certificado SSL) mantém as informações seguras.

Outra dica importante é se adequar à Lei de Proteção de Dados que entrou em vigor em 2021. Essa lei tem como intuito coletar, tratar e armazenar os dados pessoais do cliente de forma segura.

Atente-se para a quantidade e frequência dos pedidos

Produtos comprados em grande quantidade ultrapassando o ticket médio de vendas feito no dia pelo e-commerce é um sinal de alerta. Fique atento também nas compras de pequeno valor, mas em grande quantidade de pedidos. Como forma de testar se os cartões clonados estão funcionando, os criminosos aproveitam para fazer várias compras de produtos com valores pequenos, assim como pedidos com quantidade e valores altos. Por isso um acompanhamento das vendas diárias, semanais e mensais da sua loja virtual fazem diferença no momento de identificar um golpe.

Endereços divergentes

Quantidade alta de pedidos para um mesmo cliente, porém os endereços de entrega são todos de diferentes localidades. É uma outra forma utilizada pelos criminosos.

Transações recusadas

É normal acontecer erros durante uma compra virtual e precisar cancelar e refazer o pedido. Mas acima de 3 tentativas, principalmente com falha nas informações do cartão de crédito acende um alerta de que é golpe.

Análise de Crédito

Falando em cartão, esse é um ponto importante para entender se a venda é segura ou não. Possuir um sistema de análise de crédito que confronte informações do cartão de crédito com os dados efetuados no cadastro da loja, sendo possível confirmar o vínculo entre titular do cartão e cadastrado, traz segurança no momento da compra, sendo possível entender que o cartão está de acordo e que a venda será segura.

Monitoramento

Cruzar informações para identificação de perfis baseados nas tentativas de compras no comércio presencial e não presencial, reduz o índice de fraudes, sem contar o aumento da segurança na efetivação das vendas. São pontos que fazem a diferença e podem salvar seu negócio de um prejuízo.

Conte com um programa antifraude

Hoje no mercado existem empresas focadas em soluções antifraude e a contratação de um deles para o e-commerce são de grande valia e segurança contra crimes cibernéticos.

Nós da Procob oferecemos soluções para as áreas de proteção ao crédito, compliance e antifraude. Entre em contato com os nossos consultores e saiba como podemos ajudar na segurança do seu negócio digital.

 

Notícias
Relacionadas

24/11/2022

Compras de Natal na Black Friday

Que a expectativa para a Black Friday é grande, isso não tem como negar! E os dados não nos deixam mentir. Segundo pesquisa produzida pela [...]
Leia mais...

22/11/2022

Black Friday e a expansão das vendas digitais

Com o aumento dos negócios virtuais é preciso ficar de olho na segurança da sua loja e do consumidor O maior evento do mercado varejista, Black [...]
Leia mais...

17/11/2022

A Copa das Fraudes: saiba como proteger seu negócio

A expectativa para a Copa do Mundo não está só para o hexa, mas também para a movimentação no mercado, e com isso, a segurança de dados e [...]
Leia mais...