Como deseja realizar seu cadastro?
As respostas das consultas durante o período de testes serão fictícias, com o propósito único de demonstrar o funcionamento geral da ferramenta.

Grupos Formam A “UNE De Direita”

4 de agosto de 2017

Grupos Formam a “UNE de Direita” – Entidade pretende lutar por liberdade de expressão nas universidades e enfrentar o “monopólio” da União Nacional dos Estudantes.

Um novo grupo de lideranças estudantis decidiu criar uma organização para se contrapor à UNE (União Nacional dos Estudantes).

O projeto UniLivres (Universidades Livres) reúne grupos liberais e conservadores que vinham atuando de forma autônoma em universidades de todas as regiões do país.

“A maioria dos estudantes universitários do Brasil não se sente representada pelo movimento estudantil atual, aparelhado por partidos políticos da extrema-esquerda e sindicatos filiados à CUT”, diz Bruno Kaiser, um dos fundadores do movimento. Ele lembra que a UNE é controlada pelo PCdoB, e que há poucas perspectivas de mudança. “É um caso perdido”, afirma.

Entre os grupos que se uniram para formar a entidade, estão:

  • movimentos da USP (Universidade de São Paulo);
  • e das universidades federais da Bahia;
  • Pará;
  • Paraná;
  • Pernambuco;
  • e de Minas Gerais.

Novas bandeiras 

Publicidade

As bandeiras defendidas pelo UniLivres incluem:

  1. além do “fim do monopólio da UNE”;
  2. a defesa “irrestrita” da liberdade de expressão nas universidades;
  3. e temas menos ligados ao ensino superior, como a legalização do homeschooling;
  4. e a expansão do Prouni para os ensinos médio, fundamental e infantil.

“Queremos dar representatividade aos estudantes das linhas ideológicas marginalizadas no ambiente acadêmico”, diz Kaiser, que prossegue: “ Hoje não há espaço nas universidades para esses pensamentos. Quem defende essas ideias é tachado por uma minoria barulhenta e autoritária de;

a) retrógrado;

b) racista;

c) fascista;

d) ou homofóbico”.

Para Bruno, o cenário é de omissão das administrações em função do aparelhamento ideológico, o que impede inovações nos currículos.

Por ora, a atuação do UniLivres se concentra no espaço virtual. O grupo tem cerca de 2.800 seguidores no Facebook e acaba de divulgar seu manifesto. Segundo os organizadores, o próximo passo é expandir a base de associados país afora.

Veja o Manifesto lançado para a população estudantil:

 

                                                                                                                            Manifesto UniLivres

O UniLivres é um grupo de lideranças estudantis que busca um ambiente acadêmico mais aberto à troca de ideias, que tem como valores a busca por maior liberdade de expressão e participação de movimentos não alinhados à atual hegemonia de partidos políticos nas Universidades. É um movimento composto por lideranças liberais, libertárias e conservadoras, que se propõem a defender ideias que maximizem a liberdade de nossa sociedade em detrimento de quaisquer organizações centralizadoras.

 

O UniLivres tem por objetivo se contrapor ao movimento estudantil atual, que na maioria das vezes não atende às questões reais dos discentes das Universidades, somente fazendo proselitismo político barato e servindo de fonte de desvio de recursos para partidos alheios a problemas e necessidades locais.

Temos como intuito difundir um movimento estudantil que dê voz a estudantes que têm sua liberdade de expressão cerceada por coletivos e organizações políticas que procuram calar dissidências. Para isso, defendemos:

  • O fim do monopólio da União Nacional dos Estudantes no movimento estudantil;

 

  • O não aparelhamento de partidos políticos no UniLivres;

  • A defesa irrestrita da liberdade de expressão nos campi universitários brasileiros;

  • O diálogo respeitoso, dentro de um ambiente que preze pelo cumprimento das leis, entre nossos membros;

 

  • Maior pluralidade de ideias no ambiente acadêmico, bem como o fim do aparelhamento por partidos políticos na formulação de projetos pedagógicos e na tomada de decisões na vida universitária.

Faça seu entorno, universidade e sociedade mais livres, venha fazer parte de nosso movimento e seja uma voz pela liberdade. Junte-se ao UniLivres.

 

Fonte: Murilo Basso para a Gazeta do Povo

Fale Conosco